fbpx

Saiba como analisar a saúde financeira da sua empresa

Saúde financeira empresarial é quando se tem liquidez, compromissos financeiros em dia e os lucros são suficientes para manter o bom funcionamento do caixa, pagamento de funcionários e despesas.

Para saber se a sua empresa está em um nível saudável, não basta somente ver dinheiro entrando no caixa. Para analisar o comportamento financeiro do seu negócio é necessário acompanhar indicadores.

Conheça agora os principais dados e informações que permitem identificar se a sua empresa está operando no azul ou se possíveis prejuízos e desfalques podem acometer as suas atividades.

Indicadores de faturamento

Os indicadores de faturamento devem fazer parte dos seus estudos sobre saúde financeira empresarial, pois correspondem ao montante que a sua empresa recebeu no período avaliado.

Se o seu negócio atua com prestação de serviços, aplique as fórmulas para cada um deles, assim saberá quais geram melhor retorno. O mesmo vale para empresas que comercializam produtos, ou seja, devem calcular cada item ou categoria de mercadoria.

Para calcular o faturamento bruto, utilize a fórmula:

faturamento bruto = volume de vendas x preço unitário

Indicadores de endividamento

Os índices de endividamento são primordiais para avaliar a saúde financeira empresarial, já que mostram os débitos da sua empresa. Ao contrário do que muitos imaginam, nem só a receita aponta prováveis problemas financeiros.

De modo geral, o nível de endividamento da sua empresa pode ser mensurado pelo produto, entre o passivo da sua empresa — que é o montante de empréstimos, contas a pagar, despesas com fornecedores e demais valores que precisam ser pagos em médio e longo prazo — e o ativo, que é o montante disponível na conta-corrente da empresa, caixa etc.

Para tanto, basta dividir o passivo e o ativo e multiplicar por 100 para chegar ao percentual de endividamento, sendo que, quanto menor o valor encontrado, melhor é a sua situação.

Alguns índices que também podem ser usados para ter informações mais completas são:

  • margem líquida: capacidade de um negócio gerar lucro quando se avalia a receita líquida;
  • giro ativo: revela se os imóveis da empresa, processos e até se maquinários estão sendo lucrativos e úteis;
  • endividamento: compara o patrimônio líquido e todas as despesas;
  • liquidez corrente: demonstra se a empresa tem recursos suficientes para arcar com todas as despesas;
  • rentabilidade do ativo: revela a eficiência operacional e rentabilidade de uma empresa em determinado período.

Indicadores de lucratividade

Você sabia que, mesmo faturando valores relativamente altos, a sua empresa pode não estar gerando lucro? Essa confusão é muito comum entre os gestores que avaliam o faturamento de maneira isolada.

Entenda que é preciso separar os conceitos de faturamento e lucratividade para saber se o seu negócio está em boa situação financeira, pois não são sinônimos. O primeiro deles é sobre o montante que entra no caixa, sem considerar despesas, custos e impostos. Já o segundo termo é o valor que resta quando deduzidas todas as despesas operacionais.

Existem alguns índices de lucratividade que são mais utilizados:

  • Retorno sobre Investimento — ROI (Return on Investment);
  • Retorno sobre Patrimônio — ROE (Return on Equity);
  • Retorno Operacional dos Ativos — ROA.

Para alcançar a saúde financeira empresarial é necessário estar em constante monitoramento dos índices que revelam a situação do negócio. Assim, terá dados e informações para elaborar estratégias, planejamentos, alterar processos e, principalmente, identificar gargalos.

Quer ficar longe do endividamento e ter controle sobre o dinheiro da sua empresa? Continue por aqui e descubra como fazer um planejamento financeiro ou entre em contato conosco para que possamos te ajudar.