fbpx

Ponto de equilíbrio contábil, saiba o que é e como chegar!

O Ponto de equilíbrio contábil é um índice que permite ao empreendedor saber quanto deve ser faturado para que um negócio tenha resultados positivos. Esse é um conceito que não pode ser ignorado, uma vez que ajuda a empresa a aumentar seus lucros e a colher bons frutos.

Se você deseja melhorar a gestão contábil e financeira de sua empresa, continue lendo este artigo em que apresentamos o que é um ponto de equilíbrio contábil, os fatores que influenciam sua fórmula e, no fim, como fazer o cálculo no campo prático. Confira!

No que consiste o equilíbrio contábil?

Primeiramente é interessante saber que trata-se da quantidade de produtos ou serviços que precisam ser vendidos para arcar com todas os gastos fixos e variáveis do negócio. O resultado é nulo, consistindo em um ponto de referência para que os gestores saibam quanto precisam vender para, então, poder lucrar.

É o tipo mais utilizado pelas empresas e objetiva encontrar o faturamento ideal para cobrir os gastos do negócio. Valores acima desse ponto indicam que a empresa começou a ter lucro.

Existem outros tipos de ponto equilíbrio que não devem ser confundidos com o contábil, são eles:

  • financeiro: semelhante ao contábil, mas exclui a depreciação dos ativos e outras despesas não desembolsáveis, como amortização e exaustão;
  • econômico: aqui é acrescentado o custo de oportunidade, que é a margem de ganho de quem investe no negócio.

Quais são os fatores que envolvem o ponto de equilíbrio contábil?

Antes de calculá-lo, é preciso conhecer os tipos de gastos que envolvem o equilíbrio contábil, também conhecido como break-even point. Veja nos tópicos a seguir como você pode diferenciá-los.

Custos fixos e variáveis

Os custos são todos os gastos diretamente relacionados à produção, sendo que os fixos são todos aqueles que se mantêm inalteráveis independentemente da quantidade de bens produzidos ou vendidos. Alguns exemplos são:

  • salário dos colaboradores;
  • aluguel do estabelecimento;
  • aluguel de equipamentos usados na produção.

Já os custos variáveis são aqueles que sofrem alteração de acordo com a produtividade da empresa, como:

  • horas extras;
  • energia elétrica gasta na produção;
  • bônus por produção dos funcionários;
  • compra de insumos.

Despesas fixas e variáveis

Em contraste aos custos, as despesas não são ligadas à produção de bens nem à atividade-fim da empresa. Exemplos de despesas fixas são:

  • contas de internet e telefone;
  • salários da administração;
  • serviços de marketing ou contábeis.

Quanto às despesas variáveis, podemos citar:

  • comissões de vendas;
  • tributos;
  • fretes e logística para entrega de bens.

Margem de contribuição

A margem de contribuição diz respeito à receita líquida das vendas (receita bruta menos devoluções e abatimentos) menos os custos e despesas variáveis. Em outras palavras, consiste no lucro antes dos custos e despesas fixas. Podendo ser resumida na fórmula:

Margem de contribuição (MC) = valor das vendas (receita ou PV) – (custos variáveis + despesas variáveis)

Como funciona o cálculo do ponto de equilíbrio contábil?

A fórmula para calcular o ponto de equilíbrio contábil é a seguinte:

Ponto de equilíbrio contábil = custos e despesas fixas/margem de contribuição.

Imagine que uma empresa venda seus produtos a R$ 40,00 cada. O custo de produção é R$ 15,00, junto a R$ 10,00 de despesas variáveis. Por fim, há um gasto fixo de R$ 3.000,00. É preciso calcular a margem de contribuição sobre cada venda:

MC = PV – (CV + DV)

MC = R$ 40,00 – R$ 25,00

MC = R$ 15,00

Com isso, basta calcular o ponto de equilíbrio contábil:

Ponto de equilíbrio contábil = R$ 3.000,00 / R$ 15,00

Ponto de equilíbrio contábil = 200

O resultado indica que é necessário vender, no mínimo, 200 unidades para que o faturamento cubra os custos e as despesas.

O gestor que sabe calcular o ponto de equilíbrio contábil consegue garantir a sobrevivência da sua empresa no mercado. Entretanto, é necessário ter o apoio de uma consultoria especializada em finanças e contabilidade para identificar e classificar os gastos corretamente, calcular os tipos de pontos de equilíbrio e interpretar os resultados.

É crucial que você entenda a real importância da ajuda dos profissionais para alcançar sucesso do negócio. Entenda melhor por que a consultoria especializada faz toda a diferença para a gestão do negócio!

Quer mais informações? Podemos te ajudar! Clique aqui e nos envie uma mensagem.